Cassia D'Aquino - Notícia

I

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Autarquia do governo federal, criada com o propósito de apresentar estudos e acompanhar as variações de contas macroeconômicas, tais como desemprego, custo de vida, inflação, etc.

IBOVESPA: Mais importante indicador do desempenho médio das cotações do mercado de ações brasileiro. Retrata o comportamento dos principais papéis negociados na BMF&Bovespa. Sua finalidade básica é servir como indicador médio do comportamento do mercado.  

IBX-Índice Brasil: mede o retorno de uma carteira teórica de 100 ações selecionadas da BMF&Bovespa. Começou a ser divulgada em 1997.

ICMS - Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços. Imposto de competência dos estados, cobrado nos preços de mercadorias e diversos tipos de serviços.  

IGP-M: Calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) é uma referência do mercado financeiro.  Mede o comportamento dos preços entre famílias do Rio de Janeiro e de São Paulo, com renda mensal de um a 33 salários mínimos.

Importação: Aquisição de bens e serviços originários e provenientes de país estrangeiro.

Impostos: Contribuição monetária devida por pessoas físicas ou jurídicas, e que é utilizada pelo Estado para a manutenção de suas atividades. Dividem-se em impostos diretos e indiretos.

Impostos Diretos: Incidem sobre a renda e propriedade dos cidadãos e empresas. Exemplos: Imposto de Renda (IR), Imposto Sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) e o Imposto Sobre Propriedade Territorial Urbana (IPTU).

Impostos Indiretos: Incidem sobre a produção e a comercialização de bens e serviços, recaindo sobre as empresas (pessoas jurídicas). Também atingem os cidadãos na medida em que são repassados para os preços dos produtos e serviços finais Exemplos: Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e o Imposto Sobre Serviços (ISS).  

Imposto de Renda (IR): Tributo cobrado sobre os rendimentos recebidos durante o período de um ano, seja em atividades profissionais,  comerciais ou por rendimentos que resultam da aplicação de capitais.

Inadimplência: Situação em que uma pessoa ou empresa deixa de cumprir um contrato que se refira ao pagamento de obrigações financeiras contraídas.

Inadimplente: Pessoa que não paga suas dívidas.

Indexação: Instrumento de política econômica que corrige a valorização da moeda, mediante a aplicação de índices fixados pela autoridade monetária.

Índice de preços: Medem a inflação. Em sua composição são utilizadas metodologias baseadas em preços de diferentes produtos. Um índice de preços representa a média dos valores de um grupo de produtos e serviços, num determinado período. Os principais são: o Índice de Preços ao Consumidor amplo (IPCA), o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI), o Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM) e o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da FIP.

Índice Nikkei: Índice da bolsa de valores de Tóquio, reflete o índice das ações mais negociadas do mercado japonês.

Inflação: Situação econômica em que há um aumento continuo e generalizado no nível de preços dos bens e serviços produzidos pela economia, provocando, em decorrência, a perda do poder de compra da moeda. Por isso, durante os períodos de inflação há necessidade de muito dinheiro para comprar pouca coisa. Quando a maioria dos preços da economia diminui dá-se o nome de deflação.

INPC: Índice Nacional de Preços ao Consumidor.  É calculado pelo IBGE. Considera a variação dos preços em 11 regiões: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Porto Alegre, Curitiba, Belém, Fortaleza, Salvador, Recife e Goiânia. Tem como base o orçamento de famílias com renda mensal entre um e oito salários mínimos.

Instrumento de Política Monetária:
Utilizado pela autoridade monetária para cumprir objetivos estratégicos do Governo Federal, dentre os quais a estabilidade da moeda e a capacidade de pleno emprego.

Interbancário: É o mercado em que são feitas as operações entre os bancos. O Banco Central atua nele visando regular a quantidade de dinheiro do sistema financeiro

Investidor: Indivíduo ou instituição que aplica recursos nos diferentes mercados (financeiro, de capital, de arte), com expectativa de ganhos financeiros (aluguéis, ganho de capital, juros).

Investimentos: Capital aplicado em atividade econômica, com o objetivo de lucro. No que diz respeito ao Governo, são as despesas novas que este pretende fazer no país com vistas ao desenvolvimento: estradas, ferrovias, eletrificação rural, saneamento, etc.

IOF - Imposto sobre Operações Financeiras: Imposto que incide sobre as remunerações de todas as atividades bancárias e financeiras, com exceção dos juros propriamente ditos.

IPC-Fipe Índice de Preços ao Consumidor  calculado pelo Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) da USP (Universidade de São Paulo) . Considera a variação dos preços na capital paulista.

IPCA - Índice oficial do Governo, usado como parâmetro para o sistema de metas para a inflação. Medido pelo IBGE, o universo da pesquisa do IPCA é composto de famílias que ganham de um a quarenta salários mínimos nas regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Recife, Rio de Janeiro, Porto Alegre, São Paulo, Belém, Fortaleza, Curitiba, Salvador, além do Distrito Federal e do município de Goiânia. O cálculo do IPCA considera os gastos com habitação, transportes, comunicação, alimentação, vestuários, saúde e despesas pessoais.

Isenção fiscal: Dispensa legal do pagamento de um tributo.