Férias longe de casa

Como nem sempre as férias dos filhos coincidem com as nossas, é comum nessa época do ano ver crianças se preparando para algum acampamento ou temporada na casa dos primos ou avós. Não importa se longe ou perto, se na mesma cidade ou em outro país, viver algum tempo longe de casa sempre ajuda a lapidar a autonomia.

Para muitos pais a expectativa das semanas apartados das crias é marcada por uma dupla emoção. De um lado, o orgulho de ver o filhote ganhando o mundo. De outro, a preocupação com a capacidade do herdeiro em se haver com resolução dos problemas. Um dos temores diz respeito à administração do dinheiro. Será que ele saberá se virar sozinho?

Bem, é mesmo uma pena que tantos pais deixem para a última hora esta dúvida. Ao invés das explicações atropeladas e um tantinho aflitas sobre a construção de um orçamento, o ideal teria sido que a preparação tivesse acontecido nos meses que antecederam as férias, possibilitando um test drive que corrigisse eventuais atropelos.

Mas, como nem sempre a vida segue o ideal, para aqueles que vão experimentar a necessidade de se organizar em relação à grana “sem pai nem mãe”, preparei alguns conselhos. Pode ser útil repassá-los às crias.

1 - Mantenha um caderno para as anotações diárias de gastos. Escolha um horário fixo para fazê-las;
2 - Conserve sempre as notas de compra. Elas evitarão que você se esqueça de anotar algum gasto;
3 - Comente com um amigo/primo/ sobre a intenção de um consumo mais caro. Muitas vezes, só de falar sobre o assunto, o impulso consumista se esvazia;
4 - Mantenha o dinheiro guardado sempre no mesmo lugar;
5 - Saia de casa apenas com o dinheiro essencial para ser usado naquele dia;
6 - Moeda é dinheiro. Deixe-as recolhidas num mesmo lugar. Não se esqueça de contá-las;
7 - Divirta-se!!!!!

Foto: Sidinei Lopes