Como ter dinheiro para as férias sem comprometer as contas do começo do ano?

Quando a gente dá pela coisa, chegaram as férias. Com o orçamento comprometido pelas festas de fim de ano, é preciso encontrar espaço no bolso para a temporada de descanso com a família. Muitas pessoas, contaminadas pela expectativa de viver aventuras, fazer viagens inesquecíveis ou desligar-se da disciplina cotidiana, nas férias acabam se enrolando com cheques pré-datados a perder de vista e cartões de crédito impagáveis. O problema é que, se as despesas com as férias são frutos de escolhas, os desembolsos do início do ano - como a compra do material escolar e o pagamento do IPTU, por exemplo - são inevitáveis. Por isso, é preciso encontrar uma maneira de relaxar nas férias sem esquecer de planejar os gastos que virão em seguida. Mais que em qualquer outra época, janeiro convida ao estabelecimento de objetivos para o dinheiro. Definir metas para as finanças da família, além de ajudar a resistir às tentações do período das férias, permite começar a construir um ano realmente novo.

Cássia D'aquino,
Coluna publicada na Revista Crescer