Segundo o estudo “The Employer’s Guide to Financial Wellbeing 2019-20”, realizado com cerca de dez mil trabalhadores do Reino Unido, as preocupações com dinheiro ou dívidas reduzem em até 15% a produtividade no ambiente de trabalho. Além disso, 36% dos trabalhadores do Reino Unido confessam preocupar-se com as questões financeiras a ponto de perderem o sono, sentirem dificuldade para realizar tarefas cotidianas e estabelecerem relações conflituosas no ambiente de trabalho.

O apoio dos empregadores para que os funcionários consigam se organizar em relação ao dinheiro pode diminuir o nível de estresse nas corporações, diminuir as taxas de absenteísmo e, em consequência, permitir o incremento da produtividade.

Para que possam ser eficazes, os programas de educação financeira nas empresas precisa avançar para além das palestras motivacionais ou distribuição de folhetos.

Para que as iniciativas tenham sucesso é fundamental que sejam adaptadas à cultura da corporação, levando em conta as especificidades dos funcionários. Principalmente, é importante que os projetos contenham métricas que permitam acompanhar o sucesso do trabalho desenvolvido.

A consultoria Cássia D’Aquino possui ampla experiência no atendimento a empresas públicas e privadas, seja preparando funcionários para atuações de caráter social e voluntário, dentro ou fora do ambiente de trabalho, seja desenvolvendo estratégias junto aos departamentos de RH que ajudem a minimizar o impacto das tensões financeiras dos empregados.